Parceira: Agência Parceira RGB Comunicação

05/09/2017

Dados mostram a força da América Latina como consumidora da indústria nacional

Da redação, com informações da Abinpet

Foto: Banco de imagens

O Paraguai foi o país que mais comprou produtos pets brasileiros de janeiro a julho deste ano. De um total de US$ 119,62 milhões exportados pelo Brasil, o nosso vizinho respondeu por US$ 19,6 milhões. Em seguida, vieram Hong Kong (US$ 16 milhões), Estados Unidos (US$ 8,8 milhões) e Chile (US$ 7,8 milhões).

Dos dez principais importadores da indústria nacional, seis são da América Latina, o que demonstra a força dessa região como nossa consumidora, mas o ranking destaca o alcance global dos produtos tupiniquins. Nele, aparece, por exemplo, a Nigéria, com US$ 6 milhões em compras, e a Alemanha, com US$ 2,5 milhões.

Os dados são da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que, em parceria com a Associação Nacional da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), lidera o Projeto Pet Brasil, que incentiva a exportação.

Em 2016, o faturamento da indústria pet brasileira foi de R$ 18,9 bilhões. Segundo a associação, a participação do segmento na economia nacional vem crescendo, ajudando, também, a promover o agronegócio: 67,5% do faturamento vêm de produtos para nutrição animal, cuja composição é 95% agropecuária, com ingredientes como milho, soja, arroz, trigo e carnes de aves, bovinos e peixes.