Parceira: Agência Parceira RGB Comunicação

13/08/2019

Levantamento do Instituto Pet Brasil considera a variação de renda e pirâmide etária

Com informações Instituto Pet Brasil

Foto: Banco de imagens

O ano de 2018 terminou com uma população de 139,3 milhões de animais de estimação (cães, gatos, peixes, aves e répteis e pequenos mamíferos) no Brasil. Isso representa um crescimento de 5,3% em relação a 2013, quando o país possuía cerca de 132 milhões de pets. Os dados são do Instituto Pet Brasil (IPB).

A estimativa considera a variação da renda no Brasil, assim como a pirâmide etária, com foco nas populações de 0 a 14 anos e superior a 50 anos de idade.

Em 2018, a maior concentração de pets ficou na região Sudeste, com 47,4%, seguida pela região Nordeste (21,4%), Sul (17,6%), Centro-Oeste (7,2% e Norte (6,3%). No ano passado, estima-se que mais de 25% da população pet do Brasil se concentravam no estado de São Paulo. Os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro aparecem em segundo e terceiro lugares, com 10,1% e 8,8%, respectivamente. Os estados com menor concentração de pets localizam-se, sobretudo, na região Norte. Isso se deve à menor densidade populacional nos estados nortistas quando comparados aos estados de outras regiões do país.

Pelo levantamento, a maior concentração de gatos está nos estados de São Paulo (21,6%), Rio de Janeiro (9,1%), Minas Gerais (7,2%) e Rio Grande do Sul (7,2%). Já os cães estão mais nos estados de São Paulo (24,5%) e Minas Gerais (10,0%). O mesmo ocorre na concentração de aves, a qual também é maior nesses estados. Já os peixes ornamentais estão principalmente em São Paulo (47,1%), Santa Catarina (9,8%) e Minas Gerais (9,0%).

Sobre o Instituto Pet Brasil

O Instituto Pet Brasil (IPB) nasceu em 2013 para estimular o desenvolvimento do setor Pet, composto pelos pilares criação, produtos e serviços para animais de estimação. A entidade lidera projetos de fomento ao conhecimento, ao empreendedorismo e à inovação, com o objetivo de profissionalizar toda a cadeia Pet. Nosso objetivo é construir um setor mais profissionalizado, e fortalecer a relação entre seres humanos e animais de estimação, que comprovadamente é benéfica para a saúde e o bem-estar de ambos.

O IPB disponibiliza informações relevantes para o setor, bem como promove a capacitação das empresas brasileiras, gerando mais competitividade e, com isso, serviços cada vez melhores para os nossos melhores amigos.